terça-feira, 6 de outubro de 2009

Notinhas da Imprensa 3

Futilidades...

Nossa, até agora estou surpresa com o nome que Ivete Sangalo deu ao seu filho. O pimpolho da diva do axé chama-se Marcelo. Mas como assim? Marcelo? Gente, eu jurava que a cantora iria optar por esses: João ( o primeiríssimo entre as celebridades), Joaquim, José, Antônio, Franciso, Pedro, Lucas, Felipe, Teo, ou então os da nova-moda: Gael (filho do Thiago Lacerda, Lívia do Ronaldo, Rodrigo Veronese), o esquisito Inácio (de Dira Paes), o inovador Benício (de Angélica e Hulk), Tom (Caetano Veloso e Gabriel Pensador), Davi (Carol Dieckman, Cláudia Leite). Caso fosse menina o primeiro nome da lista seria Julia, com certeza! 90% das celebridades têm filha com o nome de Júlia. Maria também é moda entre os famosos. Até Felipa já tem. Rafaella (com dois éles) vai virar febre por causa da menininha da Tici Pinheiro. Nina já perdi as contas... É tanta originalidade e querida Ivete vem com uma inovação desta? Marcelo, um nome tão burguês, sem joães, josés, chicos, toninhos, e por aí vai? Ivete, devo lhe dizer uma coisa: você está de parabéns! Não se deve escolher nomes simples para mostrar que são simples quando na verdade simplicidade e humildade passam longe de certas pessoas famosas. Nome tem que ter personalidade, marca regristrada. Lindos a maioria dos nomes acima citados. Alguns passarão por ridículo quando estiverem na escolinha. E é o contrário que acontece com os pobres, que amam colocar nomes sofisticados (diga-se de gosto duvidoso) em seus rebentos, principalmente os estrangeiros. Eu já tive um aluno chamado Wbsclender. Entende? Nem eu. E também Lotéia. Haja criatividade.