domingo, 24 de julho de 2011

Santa Cruz

Ah, gente! O Brasil não seguiu adiante na Copa América, mas o Paraguai ainda está na competição, oras! E é óbvio que vou torcer para o time de Roque Santa Cruz. Pode não ser o melhor futebol, porém, é o que tem o jogador mais lindo dos gramados! Um príncipe! Rarará...Fala sério!




Vai ser bonito assim lá no Paraguai!

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Um Show do Bruno



Hoje, assistindo a mais um capítulo da deliciosa Cordel Encantado, fiquei pasma, no bom sentido, com a atuação de Bruno Gagliasso. Em outras novelas, ele já havia mostrado sua competência para interpretar personagens complexos, difíceis. Contudo, o seu Timóteo Cabral tem sido  um capítulo à parte no hall das interpretações deste jovem ator. Bruno já foi louco, esquizofrênico, bígamo, mas... um coronelzinho arretado com ares de Bonaparte, vem superando todas as minhas expectativas. Seus reluzentes olhos azuis tão expressivos, choram e demonstram uma perturbação dignas de um rei... Um rei louco! Parabéns ao Bruno!

quarta-feira, 20 de julho de 2011

Oi, Amigo!

Alguém sabe a definição de Amigo?

Amigo presente...

Amigo ausente...

Amigo que oferece o ombro...

Amigo que chora com você...

Amigo que se zanga...

Mas tentando te alertar!

Amigo que se aproxima...

Amigo que se vai...

Ah! São tantos os tipos de Amigos!

Não deveria haver um dia especial para homenageá-lo.

Quem é Amigo é Amigo todo dia!

Já que inventaram esta data, eu venho agradecer aos meus Amigos pelo carinho e atenção dedicados.

Agradecer pelas mensagens afetuosas, pela presença e também agradecer àqueles ausentes!

Obrigada, gente!

Feliz Dia do Amigo!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

O Astro


Minha pedra é ametista
Minha cor, o amarelo
Mas sou sincero
Necessito ir urgente ao dentista
Tenho alma de artista
E tremores nas mãos
Eu sei, na idade em que estou
Aparecem os tiques, as manias
Transparentes
Transparentes feito bijouterias
Pelas vitrines
Da Sloper da alma!

Em 1978 eu assisti à primeira versão da novela O Astro. Então escrita pela saudosa Janete Clair, a fada das teledramaturgia dos anos 70/80, Francisco Cuoco e Dina Sfat protagonizavam um romance digno do horário nobre. Começa no dia 12 o remake deste grande sucesso, desta vez em menos capítulos e livremente inspirada na obra falecida autora. Na pele de Herculano Quintanilha,  Rodrigo Lombardi promete repetir o sucesso de Cuoco. Quem não se lembra do famoso bordão: "Quem matou Salomão Hayalla?" Perto deste mistério novelístico, Odete Roitman fica no chinelo! E da abertura entoada por João Bosco? Era 100% de audiência.... Mas, naquela época, não havia TV a cabo, internet, etc. Pena que O Astro será exibida tão tarde! 

sábado, 9 de julho de 2011

terça-feira, 5 de julho de 2011

A Infinita Crueldade Humana

Sabe, Christian, você para mim é um anjo. Eu preciso acreditar nisso. Não posso perder a minha fé ao imaginar as torturas pelas quais você passou. Vivia preso em uma jaula, como bicho. Era espancado pelo seu pai e por sua má-drasta (como a da menina Joana e a da Isabela Nardoni) e ainda sofria abusos. Segundo investigações da polícia de Indiana, nos Estados Unidos, até sua mãe e seu padrasto judiaram de você.

Por mais que eu tente, não consigo escrever esta mensagem como se fosse mais uma trágica notícia deste cotidiano selvagem. Preciso crer que, ao passar este acontecimento para meu 'espaço', estarei fazendo mais do que um serviço de informação. Para mim, é como se estas palavras pudessem chegar até você, Christian. Tenho um filho quase da sua idade, se você ainda estivesse entre nós. Ao ler sua história nas manchetes dos portais da internet, chorei. Imaginei a sua dor, queria poder acreditar que tudo era mentira. Não, como pode ser? Por quê? Porque ninguém interveio a seu favor, garoto? 

Apenas um menino... Um menino que escrevia cartas. Cartas que foram parar na promotoria. Mas, do que adianta agora? Você já se foi.. Pobre, Christian. Ficou "sumido" por dois anos! Somente agora encontraram o que restou de você enterrado na jaula onde morreu. Ninguém sentiu sua falta? Nenhum familiar, vizinho, sua mãe? Mãe? Ah, palavra ingrata!!! Como pode ser chamada de mãe um ser que entrega seu próprio filho para a morte? Meu Deus! Não quero perder minhas forças e nem minha fé. Mundo de provação. Mundo de horror. 

Christian, agora você é livre!