sexta-feira, 29 de março de 2013

Dia Santo


Se te machucam
Deus te restaura
Se te desprezam
Deus te valoriza
Se te traem
Deus te é fiel
Se te amaldiçoam
Deus de te abençoa.
Se te ofendem
Deus luta por ti
Se te ferem
Deus te sara
Se te abandonam
Deus é contigo!

Fonte: Facebook

quarta-feira, 27 de março de 2013

segunda-feira, 25 de março de 2013

Elton John

Nós Fomos


Pela primeira vez em mais de duas décadas de casados, eu e Humberto não precisamos sair de Belo Horizonte para assistir a um show internacional. Em 2012, estivemos em São Paulo para a apresentação do ex-Pink Floyd Roger Watters, no mega-show "The Wall". Nem é preciso descrever a magnitude do evento, a estrutura com a qual os paulistanos estão acostumados para montar um espetáculo como esse. Aqui em BH, no Mineirão, transcorreu tudo na mais perfeita ordem, em um estádio de futebol recém reformado para a Copa de 2014. 

Era dia 9 de março. Não houve tumulto, havia muitos seguranças, transportes de emergência, banheiros utilizáveis. Pecou apenas pelo trânsito caótico, pelo preço do estacionamento - 50,00 - e pelo valor das bebidas e alimentos nas alturas. Fora isso, a galera toda muito comportada. O artista é uma lenda. Ouvi crescendo as canções de Elton John. Lembro-me bastante de Skyline PigeonRocket ManCrocodille Rock dentre tantos e inumeráveis sucessos do ídolo pop inglês. 

O público foi arrebatado tão logo aconteceu sua entrada triunfal, britanicamente, às 22 horas. Elton John estava paramentado como nos anos 70: roupas brilhantes, coloridas, óculos azuis. O telão era medíocre para as dimensões do estádio, mas, para quem ficou na arquibancada, como eu e Beto, estava de bom tamanho. Closes em suas mãos, demonstravam o quanto são pequenas para tocar aquele piano enorme e com aquela velocidade e talento indiscutíveis. Alegre, descontraído, elegante. Cantou DanielThe One, I guess that's why they call it the blues (minha favorita), Candle in the windGoodbye Yellow Brick Road, além das já acima citadas. Andou pelo palco, cumprimentou o público, assinou um LP de um fã e abriu uma bandeira do 'galo' mandada por alguém da plateia, coitado. Vaias fizeram-no desconfiar que não fora uma boa ideia. Mas, enfim, tudo faz parte do show!

O público belo-horizontino foi presenteado com um belíssimo espetáculo e, de agora em diante, Minas entrará na rota dos grandes shows. Vem aí, em maio, nada mais, nada menos que Paul McCartney. Outro lord, uma lenda, um mito. A Inglaterra produziu as melhores bandas do mundo. E, como não falar dos Irlandeses do U2? Até agora, o melhor de todos os shows que eu e meu marido já participamos. Mas esse foi em São Paulo também. Esperamos que, doravante, eles possam dar o ar da graça pelas bandas das alterosas. Quem sabe? 

sábado, 23 de março de 2013

Bodas da Lu



Hoje é um dia muito especial para os meus familiares. Nesta data, minha prima-irmã Luciana entrou para o hall das mulheres casadas. Se eu pudesse dizer a ela algo de muito relevante sobre casamento - eu que farei bodas de prata em junho -, diria: 

O casamento pode ser um lindo soneto de Vinícius de Moraes, como também pode se transformar em uma tragédia grega ou em uma peça dramática shakespeariana.  O tom da melodia que o maestro rege a orquestra, na qual os noivos são os únicos músicos, tem que ser suave para não explodir os ouvidos. Em alguns momentos, violinos e violoncelos, flautas doces, piano clássico fazer-se-ão necessários para embalar os momentos de calmaria. Mas a vida de casado é às avessas - não pode ser Beethoven todos os dias. Em alguns, há de ser uma ópera de Giuseppe Verdi entoada por um barítono de primeira linha; ou, quem sabe, os tambores de percussões do Olodum, descrevendo as batidas fortes dos corações apaixonados. Enfim, casamento é uma arte. Abstrata, concreta, antiga ou contemporânea, vai exigir dos dois muito cuidado, parceria, parcimônia, paridade... Quem sabe, o verbo casar poderia estar no índice de um livro gramatical? Sujeitos ocultos, indeterminados; predicados simples e compostos; adjetivos amorosos ou tenebrosos; um período com frases coordenadas e subordinadas; metáforas, metonímias, livros de romance, análises literárias.... Resumindo, minha cara Luciana, seja uma grande mulher para o seu marido. Mas lembre-se, não estamos mais na idade de acreditar nos contos dos Grimm - príncipes encantados não existem. E fique atenta às bruxas que sempre rondam os castelos dos nossos sonhos. No mais, felicidades!


quarta-feira, 20 de março de 2013

Outono



O Outono escreve com vento
longas cartas alaranjadas
de luz diáfana
e traz como um perfume
a presença dos amigos ausentes,
dos sonhos antigos,
dos desejos que guardávamos
em caixinhas de música.

O outono nos convida
para o longo baile
dos amores perdidos:
convém reinventar roupas
de seda e renda,
gestos lentos e palavras
tecidas com suspiros.



Roseana Murray

quinta-feira, 14 de março de 2013

Dia da Poesia



Poesia juntar cisne e pedra

caminhar pela existência
com esse talho na garganta
no redemoinho das horas
um barco e nas mãos
um punhado de aurora
um poema se faz
com o avesso das águas


 Roseana Murray

quarta-feira, 13 de março de 2013

Papa Francisco


A escolha de Jorge Mario Bergoglio quebrou várias tradições da Igreja Católica. É a primeira vez que um padre da Companhia de Jesus vira Papa. No Brasil, os jesuítas são conhecidos pela fundação da cidade de São Paulo e pelos colégios que criaram no país, já que a educação é uma das marcas desta ordem da Igreja. Hoje são cerca de 18 mil jesuítas no mundo, e 650 encontram-se aqui. 

A Companhia de Jesus foi fundada em 1540 pelo espanhol Santo Inácio de Loyola e seis estudantes da Universidade de Sorbonne, em Paris, com rigor quase militar e como uma resposta à reforma protestante. Hoje há mais de 20 mil membros da ordem em mais de cem países. A missão da ordem sempre foi evangelizar e expandir conhecimento e educação. O jesuíta sempre foi um viajante. Uma ordem que não tem fronteiras.

Obediência é uma das principais marcas dos jesuítas. Quase 500 anos após sua fundação, a Companhia de Jesus terá um de seus representantes no comando da Igreja Católica, com a eleição do papa Francisco. “O jesuíta deve estar onde ninguém consegue chegar”, afirma o Padre Geral Lacerdine. Os próprios jesuítas ficaram surpresos com a escolha de um Papa dentro da Companhia de Jesus e ajudam a entender como será o papado de Francisco. “Podemos esperar dele humildade, dedicação à discrição e à pobreza, e, ao mesmo tempo, a abertura ao mundo”.

Nota:


Jorge Mario Bergoglio nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 17 de dezembro de 1936. Filho de imigrantes italianos, escolheu ser o primeiro pontífice de nome Francisco/Francesco. Ele é o 266º  Papa da Igreja Católica Apostólica Romana. A América Latina nunca havia tido um representante do Estado de Vaticano e também nenhum outro jesuíta. Eleito em 13 de março de 2013.

Paz, Luz e Serenidade ao Papa Francisco.

Fonte: Google



terça-feira, 12 de março de 2013

Otimismo

Tem gente que machuca os outros tem gente que NÃO sabe AMAR


Mas é claro que o sol vai voltar amanhã, mais uma vez, eu sei. Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã, espera que o sol já vem. Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem. Ou que seus planos nunca vão dar certo... Ou que você nunca vai ser alguém. Tem gente enganando a gente, veja nossa vida como está, mas eu sei que um dia a gente aprende. Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo. Quem acredita sempre alcança! 

Renato Russo em uma composição de Flávio Venturini - 14 Bis


segunda-feira, 11 de março de 2013

Presidente da Comissão de Direitos Humanos

Quem quer ser respeitado tem que se dar ao respeito.


Há dias atrás, logo após a renúncia do Papa Bento XVI,  estava rodando no facebook a seguinte imagem


Total falta de respeito com a religião alheia. Provocação desnecessária pois, se você não gosta de algo, ignore. Para que ofender. Eu vi pessoas conhecidas compartilhando essa imagem, amigos, amigos de amigos. Para evitar mais problemas, ignorei. E, como se já não bastasse os atos equivocados de alguns cristãos protestantes, eis que foi eleito para assumir o cargo de presidente da comissão dos direitos humanos um pastor homofóbico e racista. Surpresa geral da nação brasileira! Eu não gosto de polemizar sobre religião. Das vezes que tentei argumentar criei inimizade. Mas convenhamos, estes políticos são mesmo escrotos, baixos, fisiologistas, hipócritas. Como eleger uma pessoa desse naipe para representar os direitos humanos no Brasil? Alguém que entende de leis poderia me explicar isso? O texto abaixo foi encontrado em vários sites e nas principais revistas semanais. Não é mentira. Segue o trecho:

As frases do pastor e deputado Marco Feliciano (PSC) são realmente impressionantes. Chamando a África de país, por exemplo, ele disse: “O continente africano existe hoje sob a maldição patriarcal lançada pela boca de Noé. E possivelmente por causa disso, vírus como o ebola e a Aids, guerras entre etnias, fome e peste aconteçam naquele país”. Nessa semana, falou também que vai tratar homossexuais e negros como “pessoas comuns”.

Num outro caso, pedindo doações dos fiéis para a igreja, disse: “Acho que todo mundo que tem talão de cheque devia fazer alguma coisa (…) Tem alguém querendo doar um computador aqui. Pode doar. Não veio nenhum carro hoje? Acho que os carros doaram no meio de semana. (…) Uma menininha veio aqui e entregou R$ 4 de oferta. Faça isso, ensine seus filhos.”


Fonte: Google


"Vivemos uma ditadura gay e a Aids é o câncer gay."

"A podridão dos sentimentos dos homoafetivos levam ao ódio, ao crime, à rejeição."

Marco Feliciano - Revista IstoÉ nº 2260 p. 40,41

"Nós amamos o homossexual, o ser humano. Amamos o pecador, não a prática das coisas erradas."

Pr. Hidekazu Takayama / Idem fonte anterior




sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulheres - por Vinícius de Moraes



E no longo capítulo das mulheres,
Senhor, tenha piedade das mulheres
Castigai minha alma, mas tende piedade das mulheres
Enlouquecei meu espírito, mas tende piedade das mulheres
Ulcerai minha carne, mas tende piedade das mulheres!

Tende piedade da moça feia que serve na vida
De casa, comida e roupa lavada da moça bonita
Mas tende mais piedade ainda da moça bonita
Que o homem molesta — que o homem não presta,
não presta, meu Deus!

Tende piedade das moças pequenas das ruas transversais
Que de apoio na vida só têm Santa Janela da Consolação
E sonham exaltadas nos quartos humildes
Os olhos perdidos e o seio na mão.

Tende piedade da mulher no primeiro coito
Onde se cria a primeira alegria da Criação
E onde se consuma a tragédia dos anjos
E onde a morte encontra a vida em desintegração.

Tende piedade da mulher no instante do parto
Onde ela é como a água explodindo em convulsão
Onde ela é como a terra vomitando cólera
Onde ela é como a lua parindo desilusão.

Tende piedade das mulheres chamadas desquitadas
Porque nelas se refaz misteriosamente a virgindade
Mas tende piedade também das mulheres casadas
Que se sacrificam e se simplificam a troco de nada.

Tende piedade, Senhor, das mulheres chamadas vagabundas
Que são desgraçadas e são exploradas e são infecundas
Mas que vendem barato muito instante de esquecimento
E em paga o homem mata com a navalha, com o fogo, com o veneno.

Tende piedade, Senhor, das primeiras namoradas
De corpo hermético e coração patético
Que saem à rua felizes mas que sempre entram desgraçadas
Que se creem vestidas mas que em verdade vivem nuas.

Tende piedade, Senhor, de todas as mulheres
Que ninguém mais merece tanto amor e amizade
Que ninguém mais deseja tanto poesia e sinceridade
Que ninguém mais precisa tanto alegria e serenidade.

Tende infinita piedade delas, Senhor, que são puras
Que são crianças e são trágicas e são belas
Que caminham ao sopro dos ventos e que pecam
E que têm a única emoção da vida nelas.

Tende piedade delas, Senhor, que uma me disse
Ter piedade de si mesma e da sua louca mocidade
E outra, à simples emoção do amor piedoso
Delirava e se desfazia em gozos de amor de carne.

Tende piedade delas, Senhor, que dentro delas
A vida fere mais fundo e mais fecundo
E o sexo está nelas, e o mundo está nelas
E a loucura reside nesse mundo.

Tende piedade, Senhor, das santas mulheres
Dos meninos velhos, dos homens humilhados — sede enfim
Piedoso com todos, que tudo merece piedade
E se piedade vos sobrar, Senhor, tende piedade de mim!

Desespero da Piedade (trechos)
Vinícius de Moraes

Mulher - Esta é para você


Eliza Samudio, este dia é para você! Saiu a condenação do pai do seu filho, aquele que não a protegeu. A mulher com a qual ele se envolveu e uma criança foi gerada. Tão desimportante, Eliza,  se você era ou não uma garota de vida "difícil", simplesmente você não merecia morrer. Aliás, você não morreu, foi assassinada, bárbara e cruelmente assassinada! Teve seu filho arrancado de seus braços, e ele, em tão tenra idade, presenciou a crueldade que a levou ao próprio extermínio. Você que, assim como tantas outras mulheres, sonhava subir na vida do modo mais fácil, iludida pelo poder e pelo dinheiro que não eram seus, sucumbiu aos poderosos e endinheirados donos da bola, Bola... Mas quem tem o direito de julgar as suas escolhas? Ninguém, pois no fim, somos nós mesmos que pagamos por elas. Triste foi seu fim, Eliza Samudio. Hoje sua mãe chora pela justiça que foi "parcialmente" feita, chora por não ter visto seu corpo e lhe dado um enterro digno. A todas as Elizas executadas diariamente pelo mundo através dos seus algozes, homens maus, nojentos, abjetos, covardes - a todas elas que enfrentam na luta diária a opressão deste mundo machista: Um abençoado Dia Internacional da Mulher!

quarta-feira, 6 de março de 2013

segunda-feira, 4 de março de 2013

Queria Simplesmente


Eu tenho andado tão sozinha ultimamente, que nem vejo a minha frente nada que me dê prazer. Sinto cada vez mais longe a felicidade, vendo em minha mocidade tanto sonho perecer. 

Às vezes saio a caminhar pela cidade, à procura de amizade, vou seguindo a multidão. Mas eu me retraio olhando em cada rosto, cada um tem seu mistério, seu sofrer, sua ilusão.

Eu queria ter na vida simplesmente um lugar de mato verde pra plantar e pra colher, ter uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela para ver o sol nascer.

Ouça

domingo, 3 de março de 2013

Elton John - Empty Garden

Elton John é um mago da música. Atravessando décadas com sucessos maravilhosos, esse gentleman britânico já homenageou seus compatriotas com canções belíssimas. Com o choque causado pela morte de John Lennon ele criou Empty Garden, um hino ao saudoso Johnny! Também fez Candle in the Wind em homenagem a Marilyn Monroe e, diante de mais uma perda fatídica, essa música foi um tributo à sua amiga Princesa Diana. Eis Sir Elton John em uma das mais belas canções que já ouvi!




What happened here,
As the New York sunset disappeared?
I found an empty garden among the flagstones there.
Who lived here?
He must have been a gardener that cared a lot,
Who weeded out the tears and grew a good crop.
And now it all looks strange.
It's funny how one insect can damage so much grain.


And what's it for,
This little empty garden by the brownstone door?
And in the cracks along the sidewalk nothing grows no more.
Who lived here?
He must have been a gardener that cared a lot,
Who weeded out the tears and grew a good crop.
And we are so amazed! We're crippled and we're dazed...
A gardener like that one, no one can replace.


And I've been knocking, but no one answers.
And I've been knocking, most all the day.
Oh, and I've been calling "Hey, hey, Johnny!"
Can't you come out to play?


And through their tears,
Some say he farmed his best in younger years.
But he'd have said that roots grow stronger, if only he could hear.
Who lived there?
He must have been a gardener that cared a lot,
Who weeded out the tears and grew a good crop.
Now we pray for rain, and with every drop that falls...
We hear, we hear your name...


And I've been knocking, but no one answers.
And I've been knocking, most all the day.
Oh and I've been calling ,oh hey, hey, Johnny!
Can't you come out to play,
In your empty garden?
Johnny?
Can't you come out to play, in your empty garden?


sexta-feira, 1 de março de 2013