quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Desejo Que Você . . .


Eu desejo que você perceba o valor das pessoas antes que a solidão bata à sua porta e seja irremediável.

Eu desejo que você se dê conta de que ética caminha com as ações.

Eu desejo que você perceba que o que separa as pessoas não são os pensamentos diferentes, mas os valores discrepantes.

Eu desejo que você ame mesmo quando o alvo do seu amor não possa lhe ser útil.

Eu desejo que você precise de livros, flores e frutos e se liberte das amarras que o fazem ancorado a valores desvalorizantes, feito raízes mortas.

Eu desejo que você queira com garra constituir raízes em terras férteis de amizade e aconchego.

Eu desejo que você se queira bem sem que, para isso, necessite cultivar o desamor contra alguém.

Eu desejo que você tenha um profundo desejo por si próprio e que, a partir dele, tudo mude para melhor.

Nos meus desejos se incluem a preservação de suas qualidades e a tristeza de seus mergulhos rasos e insensatos.

Deseje também.

Facebook