sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Um Mar de Emoções

Férias! Enfim chegou a época do tão merecido descanso! 2011 parece que foi um ano que não aconteceu, como se fosse um ensaio para o grande espetáculo que promete ser 2012. Não acredito em numerologia, porém, tenho uma enorme simpatia pelo número 12. Primeiro, porque é a data do meu nascimento. Depois porque ele esteve presente na minha carreira profissional desde que passei no concurso para professora da rede municipal de ensino de BH. Minha colocação foi o 124º lugar - 12 do 4: dia e mês em que nasci. 12 de fevereiro - dia em que comecei a trabalhar na EM Luigi Toniolo. Endereço da escola? Rua Mafra, 124! Ah... E comecei a trabalhar na atual escola no dia 12!!! Só que de setembro... Ou seja, mesmo não tendo fé na superstição dos números, é de se espantar tanta coincidência!

Hoje, por exemplo, é sexta-feira 13. Mas não dou a mínima pra isso. E se tiver que ligar, prefiro considerar que seja um número de muita sorte! Sorte, aliás, de estar curtindo um passeio delicioso junto com minha família. Para mim não existe nada em termos de natureza que supere a beleza do mar. Eu sou uma apaixonada pelas águas do oceano! Não sei como fui nascer num cinturão de montanhas, vales, minério... De fato, eu sou da planície! Adoraria viver em terras baixas e planas, seria incrível poder caminhar todos os fins de tarde à beira do mar, sentindo a brisa que esvoaça meus cabelos...Sonhos! "E sonhos não envelhecem"!

Aproveitando a estada neste paraíso chamado Bahia, não poderia deixar de assistir nos fins de noite à minissérie Dercy de Verdade! Nunca tive a curiosidade de ler a biografia desta artista inesquecível. Fiquei surpresa com sua história de lutas, amores, tristezas e glórias. Me emocionei com a interpretação de Heloisa Perisse, encarnando magistralmente a vedete da cidade de Madalena! Ah, Dercy, Dercy... Tão desbocada, tão sincera consigo e com a vida que escolheu. Uma das melhores coisas que a TV produz durante todo o ano são as minisséries. Assim como Grande Sertão Veredas; Riacho Doce; O Pagador de Promessas; Chiquinha Gonzaga; Capitu...Eis que somos presenteados com verdadeiras obras primas da teledramaturgia logo no início do ano. E que venha O Brado Retumbante!

Até a volta!