sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Um Jeito de Ser


Eu não sou devagar. Eu apenas caminho com mais paciência. Eu olho os detalhes, me distraio com o singelo, troco o material pela fantasia dos sonhos! Ouço cada pedacinho de vida, saboreio estrela por estrela e acaricio o vento quando ando de carro. Observo os gestos e os olhares, eu escrevo sobre isso. Eu desenho o que tem dentro! Eu não sou devagar, é que a vida é pura sinestesia. Não sentir é puro desperdício!


Desconheço a autoria