quarta-feira, 30 de junho de 2010

Eu perco o amigo...

Mas não perco a piada.

Como diria Zé Simão, colunista da Folha, o Brasil é o país da piada pronta. O vice na chapa de José Serra, do PSDB, chama-se Índio da Costa, do DEM (leia-se Antônio Carlos Magalhães). Tudo bem que na minha profissão já vi nomes muito exóticos, para não falar esquisitos. Mas raciocinemos. Vai que o Serra ganhe. Depois, vai que por algum motivo ele não assuma a presidência. O que teremos? Um presidente Índio! Pronto, será reformulada a canção de Baby de Brasil "Todo dia será dia de Índio".
É só uma brincadeirinha... Tenho muito respeito pela nação indígena!