terça-feira, 24 de agosto de 2010

É Bonita, É Bonita e É Bonita

Viver e não ter a vergonha de ser feliz... Muito menos ter vergonha de ser linda e coroada a mulher mais bonita do planeta, embora o concurso deixe a entender que é a mais bela do universo. Semântica e polêmicas à parte, parabéns para a miss México que venceu o concurso. Jimena Navarrete desbancou 82 candidatas ao título com muito mérito. Já a nossa representante Débora Lyra, não ficou nem entre as 15 semifinalistas, apesar de igualmente linda! Bom, é só um concurso de beleza. Pura futilidade (que deve render alguns milhares de dólares a Donald Trump, o detentor do evento) num mundo cheio de misérias. Mas é bom dar uma pausa para a mente apreciar essas beldades e, quem sabe, imaginar que um dia possa-se fazer um concurso de beleza interior (não como o do Pânico na TV). Afinal, pode até ser fundamental, mas beleza e elegância de comportamento nem sempre andam de mãos dadas.

A brasileira Débora Lyra...

E a mexicana Jimena Navarrete - Miss Universo 2010