quarta-feira, 13 de março de 2013

Papa Francisco


A escolha de Jorge Mario Bergoglio quebrou várias tradições da Igreja Católica. É a primeira vez que um padre da Companhia de Jesus vira Papa. No Brasil, os jesuítas são conhecidos pela fundação da cidade de São Paulo e pelos colégios que criaram no país, já que a educação é uma das marcas desta ordem da Igreja. Hoje são cerca de 18 mil jesuítas no mundo, e 650 encontram-se aqui. 

A Companhia de Jesus foi fundada em 1540 pelo espanhol Santo Inácio de Loyola e seis estudantes da Universidade de Sorbonne, em Paris, com rigor quase militar e como uma resposta à reforma protestante. Hoje há mais de 20 mil membros da ordem em mais de cem países. A missão da ordem sempre foi evangelizar e expandir conhecimento e educação. O jesuíta sempre foi um viajante. Uma ordem que não tem fronteiras.

Obediência é uma das principais marcas dos jesuítas. Quase 500 anos após sua fundação, a Companhia de Jesus terá um de seus representantes no comando da Igreja Católica, com a eleição do papa Francisco. “O jesuíta deve estar onde ninguém consegue chegar”, afirma o Padre Geral Lacerdine. Os próprios jesuítas ficaram surpresos com a escolha de um Papa dentro da Companhia de Jesus e ajudam a entender como será o papado de Francisco. “Podemos esperar dele humildade, dedicação à discrição e à pobreza, e, ao mesmo tempo, a abertura ao mundo”.

Nota:


Jorge Mario Bergoglio nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 17 de dezembro de 1936. Filho de imigrantes italianos, escolheu ser o primeiro pontífice de nome Francisco/Francesco. Ele é o 266º  Papa da Igreja Católica Apostólica Romana. A América Latina nunca havia tido um representante do Estado de Vaticano e também nenhum outro jesuíta. Eleito em 13 de março de 2013.

Paz, Luz e Serenidade ao Papa Francisco.

Fonte: Google