quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Joanna... Por quê?


Joanna Cardoso Marcenal Marins

Nascimento: 15/10/2004
Óbito: 13/08/2010
Local: Rio de Janeiro
Causas: Meningite e Maus-Tratos
Acusados: o pai, André Marins e a madrasta, Vanessa Maia
Atendida por um falso médico em um hospital de Nova Iguaçu
Mãe: Cristiane Cardoso Marcenal




Joanna, sei que agora você mora no céu, junto com Deus e com todos os anjinhos. Sei que você é um deles. Imagino sua carinha fofa e sapeca saltitando no paraíso das criancinhas. Perto de você deve estar também a Isabela Nardoni, o João Hélio, o Yves Ota, o João Roberto, tantos e tantos amiguinhos que, assim como você, nos deixaram cedo demais! Mas sabe, Joanna, acho que aqui não era o lugar de vocês. Sei que Deus quer pessoinhas maravilhosas perto Dele, por isso, de vez em quando, sobe um querubim para ficar protegendo quem ainda está por aqui.

Querida Joanjo, seus poucos anos de vida foram marcados por muitos momentos bons. Afinal, você tem uma mãe que te ama e que está lutando por justiça. Mas também, o destino pregou uma peça em você, criança! Quem diria, aos 5 anos de idade, ser tirada da companhia de sua mamãe para ir morar com papai André e sua madrasta Vanessa, que te deu duas irmãzinhas?!  Seu papai tem uma tia que é desembargadora, e foi assim que ele conseguiu tirar você da sua  mamãezinha. Mas papai fez uma coisa muito feia: ele não sabia que tinha um anjinho na casa dele. A cabeça do seu pai André não funciona direito, querida Jô. Acho que ele anda precisando de oração e de perdão. Sentimentos nobres, dignos de divindades... Um anjo conseguiria? Certamente que sim.

Aqui na terra, a gente ficou sabendo de uma história muito triste. Andaram contando que você, Joanna, ficou por vários dias amarrada pelos pés e pelas mãos, sentada dias e dias em cima de seu xixi e de seu cocô. Contaram também que você mal se alimentava, foi ficando fraquinha, com queimaduras no bumbum por falta de higiene local.  Mas anjinho, você estava presa, como poderia sair e pedir ajuda? Então, seu corpinho franzino começou a reagir e você teve convulsões. O papai André e a Vanessa pensaram que você estava com manha. Deixaram  que convulsionasse por três dias, até que.... Até levarem você para um hospital. O hospital é um lugar parecido com a floresta da Chapeuzinho Vermelho. Você nunca sabe quem pode encontrar pelo caminho. E infelizmente, querida, não era seu dia de sorte. Havia um Lobo Mau no meio do caminho...

O falso médico Alex Sandro da Cunha Silva, de 33 anos, mesmo vendo seu estado debilitado, liberou você. Sabe, Joanna, esse médico não cura o dodói das crianças e agora ele resolveu brincar de pique-esconde. Até hoje ninguém achou ele. A dra. Sarita, que contratou o Lobo Mau para trabalhar no Hospital Rio Mar, já está guardadinha dentro de uma casinha, esperando pelo seu coleguinha. Acredite, um dia, alguém vai achá-lo. Papai do Céu costuma ter um jeito diferente de nos ensinar as coisas, Ele fica brincando de charada o tempo todo. Sabe, os médicos bonzinhos descobriram muitas coisas sobre você. Aí eles foram contar para a polícia. A polícia investigou e prendeu seu papai. Ele está em um lugar chamado Bangu 8. Mas não se preocupe com ele. Preocupe-se com sua querida mãezinha, seu padrasto, seus irmãozinhos. Estão todos com muita saudade.

A sua babá abriu um livrinho e ficou lendo algumas historinhas para os adultos. Ela ajudou muito a sua mãe. Sua babá falou também da sua madrasta, a Vanessa. Mas também não se preocupe com ela, tudo vai ficar bem. O destino da Vanessa vai ser parecido com o da Ana Carolina Jatobá, uma moça meio brava que não gostava da enteada. A menina que Ana Jatobá não gostava é a Isabela Nardoni. Você deve conhecê-la, não? Anjinhos costumam andar juntinhos.... A Vanessa gosta de comprar brinquedos novos para a casinha dela. Quando seus avós fizeram uma festa de aniversário para você, ela quebrou uma cadeira nas costas do seu papai. Ele foi na delegacia e falou para o moço que fica lá, o que tinha acontecido. Depois, papai André comprou outra cadeirinha para a sua madrasta. O moço da delegacia resolveu também contar histórias. Ele andou dizendo que no livrinho dele tem 26 ocorrências contra papai André. Quanta gente resolveu falar agora, não é, Joanna?

Querida, acredite, tudo tem seu tempo e sua hora para acontecer. Fique em paz, seja uma anjinha feliz. Todos que acreditam na justiça de Deus e na jutiça dos Homens sabem que esta história não teve um final feliz, mas terá um final justo. 

Lágrimas No Paraíso

Você saberia meu nome
Se eu te visse no Paraíso?
Você seria a mesma
Se eu te visse no Paraíso?
Preciso ser forte
E aguentar firme
Porque sei que não pertenço
Aqui no Paraíso


Você seguraria minha mão
Se eu te visse no Paraíso?
Você me ajudaria a Levantar
Se eu te visse no Paraíso?
Encontrarei meu caminho
Pela noite e dia
Porque sei que não posso ficar
Aqui no Paraíso

O tempo pode te botar para baixo
O tempo pode fazê-lo curvar-se
O tempo pode partir seu coração
Fazê-lo implorar por favor
Implorar por favor

Atrás da porta
Há paz
Estou certo
E eu sei que não haverá mais
Lágrimas no Paraíso

Você saberia meu nome
Se eu te visse no Paraíso?
Você seria a mesma
Se eu te visse no Paraíso?

(Eric Clapton)