sábado, 19 de julho de 2014

Rubem Alves - O Adeus

"Penso que borboletas, seres alados, diáfanos e coloridos, devem ser emissários dos deuses, anjos que anunciam coisas do amor. Imaginei então que aquela borboleta era um anjo disfarçado que os deuses me enviavam com uma promessa de felicidade."

Rubem Alves


E foi-se o maior escritor da era contemporânea. Rubem Alves morreu. Eu custo a acreditar. Não é possível. O melhor, o maior de todos. Quantas coisas aprendi lendo os seus livros. Tive o prazer, o privilégio de participar de duas palestras dele aqui em Belo Horizonte. Meu autor preferido. Meu muso, meu ídolo. Coração está em pedaços... Seu legado ficará para sempre. Seus ensinamentos, sua poesia narrativa. Um anjo deixou a terra. Está no paraíso. Saudades, mestre Rubem Alves. Saudade é a única palavra que consigo escrever neste momento. Obrigada por tudo. Descanse em paz!

Rubem Alves
*15.09.1933
*19.07.2014