sexta-feira, 18 de março de 2011

Olé!


Não posso deixar passar em branco o último capítulo da deliciosa Tititi! Uma novela que me fez sentir saudade dos anos 80, das músicas bregas, do cabelo pigmaleão, ah! como era bom! Ressuscitaram até Rosana Como uma Deusa! A novela brasileira é um produto tipo exportação, que rende muito dinheiro e é a cara do Brasil. O Brasil é uma novela! O meu olhar sobre essa trama reeditada por Maria Adelaide Amaral foi de comparação. Inevitavelmente, eu sempre associava uma cena ou um personagem, assim como sua história, com aqueles representados em 1985. Por isso, expresso o meu descontentamento com o final de alguns personagens (vale lembrar que Plumas e Paetês estava vinculada ao remake de Tititi): Luti não ficar com a Wal foi muito sem graça. Cassio Gabus Mendes e Malu Mader eram ímpares na primeira versão, porém, acho que os atores da nova geração não tiveram "liga" suficiente... Marcela deveria ter escolhido ficar com o pai do seu filho, mostrando que é possível formar uma família. Victor Valentim deveria ter ficado com Suzana, Jacques com Jaqueline, aliás, não me agradaram os excessos de caras e bocas do Alexandre Borges, mas... Murilo Benício e Claudia Raia fizeram de Titit, mais uma vez, um produto campeão de audiência! Vou sentir saudade...