quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Aonde está você...

Agora além de aqui dentro de mim? Saudade...


A saudade que eu sinto
Não é saudade da dor de chorar
Não é saudade da cor do passado
Que deixe grudado meu pé no chão
Não é a tristeza que queima o peito
Não é lamentar o que nunca foi feito
Não é a doença que acaba com a gente
Deixando esmagada a vida no chão

É a estranha saudade do que ainda não vivi
É a raça e o sangue de um simples moleque
Que leva na ponta da língua a todos os cantos
O sal e o doce da palma da mão

É a garra e a alegria de um simples menino
que acredita nas pessoas e no futuro
que seja fruto da força imensa de nossos corações

Simples Saudade
Gonzaguinha